Flores de maçã

Flores de maçã

Flores de maçã

A macieira é uma das fruteiras mais cultivadas e difundidas. As flores da macieira são hermafroditas e se desenvolvem juntas em inflorescências compostas por três a sete elementos de corimbos. A corola é formada por cinco pétalas que podem atingir cerca de quatro centímetros de largura, o ovário está localizado sob os demais verticilos acima do receptáculo. A flores de maçã eles têm estames e pistilos. Geralmente são brancos por dentro e rosa claro por dentro, florescem na primavera dando um show maravilhoso. A polinização ocorre por meio de insetos que, durante a floração, coletam a maior quantidade de pólen, permitindo a fertilização.


Espécies e variedades

Neste parágrafo, explicaremos algumas espécies de macieiras.

Malus Florentina: esta planta pode atingir uma altura de sete metros, tem flores brancas, os bolores e os pistilos são marcados de amarelo.

Malus Sylvestris: é a macieira silvestre, vem da Europa e do Cáucaso, tem flores brancas tingidas de rosa cuja corola é composta por cinco pétalas. Malus Domestica: é a macieira comum. Suas flores são hermafroditas e crescem juntas em inflorescências de corimbos, possuem cinco pétalas branco-rosadas. O período de floração é a primavera.

Malus Floribunda: também chamada de maçã japonesa com flor, por ser originária do Japão. Possui flores em forma de taça bastante abertas, de cor rosa suave. O período de floração é de março a junho.

Malus Pumila: esta espécie é nativa do Cáucaso e tem flores formadas por cinco pétalas branco-rosadas claras.

Malus Prunifolia: também conhecida como macieira chinesa, é cultivada principalmente como planta ornamental, possui flores branco-amareladas que florescem na primavera.

Malus Spectabilis: também conhecida como macieira asiática, originária da China, possui lindas flores brancas ou rosa dependendo da variedade. Malus Baccata: também chamada de maçã da Sibéria. É cultivado principalmente como bonsai, produz flores brancas com um aroma muito intenso.


Bonsai de macieira

A macieira bonsai é uma das mais cultivadas e apreciadas, principalmente pelas belas flores durante a primavera. Possui flores de vários tons, que vão do branco puro ao rosa suave. A macieira bonsai é particularmente apreciada porque além da maravilhosa floração primaveril dá esplêndidos frutos no outono, dando charme à planta que no inverno está despida das folhas mas com os frutos.




Plantio e cultivo

Resistência: Resistência:

.
Tipo de solo:
bastante fértil, bem drenado
.
Acidez do solo:
neutro
.
Umidade do solo:
fresco
.
Usar:
bandeja isolada

.
Plantio, replantio:
Outono

Método de propagação: Semear na primavera, no viveiro, no solo, após a estratificação de inverno das sementes Poda: A poda não é necessária e é muito mais fácil de praticar, geralmente o suficiente para equilibrar e arejar a silhueta
.
Doenças e pragas: Pulgões, ácaros vermelhos, lagartas, podridão da raiz, pulgões, oídio, oídio, oídio, crosta e oídio. Algumas doenças, como sarna, oídio, praga do fogo.


As flores da macieira

As flores de macieira têm a particularidade de serem hermafroditas, com a particularidade de se desenvolverem no interior de inflorescências compostas por até sete elementos de corimbos.

A corola é composta por um número de pétalas igual a cinco, que também podem assumir um comprimento de quatro centímetros.

As flores de macieira, como muitas outras espécies, são caracterizadas por terem estames e pistilos.

Na maioria dos casos, caracterizam-se pelo fato de possuírem uma cor branca típica, principalmente na parte interna, que passa a assumir tonalidades rosadas na parte mais interna.

Especialmente na primavera, quando a macieira floresce, você pode testemunhar um espetáculo verdadeiramente incrível e maravilhoso.

A polinização das flores da macieira ocorre por insetos, que coletam o máximo de pólen possível.


Plantio e características da macieira ornamental

A macieira ornamental deve ser colocada em áreas ensolaradas do jardim, com chão possivelmente ácido e não muito solto.

Melhor evitar solos muito arenosos ou com muita argila.
Quanto à planta, a macieira com flor ornamental deve ser colocada em um buraco de pelo menos meio metro de largura e profundidade, se a planta que você comprou estiver contida em um vaso médio, de cerca de 30 - 35 cm de diâmetro.

É bom proceder com cautela na extração da macieira, tentando não quebrar o torrão de terra com as raízes, mas posteriormente desbaste suavemente com as mãos para facilitar a operação, pode-se colocar a planta no chão colocando o vaso de um lado.

O macieira ornamental deve então ser inserido no buraco, deixando o colar do torrão sair pelo menos dois ou três cm e cobrindo o resto e o fundo do buraco com terra escavada e solo.

Antes de completar a operação de enchimento é necessário inserir um pequeno no solo cinta, pelo menos 2 - 2,50 m alto, bem ao lado do caule da macieira ornamental recém-plantada.

Desta forma, também fixando com um barbante, você ajudará a planta a desenvolvimento vertical correto.

Depois de plantada, a macieira ornamental deve ser molhada um pouco todos os dias, até que esteja completamente despojada da folhagem, procedendo regularmente sem exagerar na quantidade de água.

EU'regando a planta deve ser retomado com a chegada do mola, primeiro com operações quinzenais, até que a temperatura permaneça amena e os botões ainda não tenham desabrochado, prosseguindo todos os dias, com a chegada do calor do verão e da seca.

Neste caso também é preferível cavar um pequeno sulco concêntrico, a alguns centímetros do tronco, para ajudar na água de irrigação, para manter o solo úmido.
Depois de cultivada, a macieira vai livre da corda e da cinta esta operação deve ser realizada cerca de 2 anos após o plantio.

Antes desse período, porém, é bom mover o ponto de amarração, para não danificar o tronco.

As atividades de inverno são reduzidas apenas com a chegada da primavera, logo no primeiro calor, procedemos com aelimine galhos secos e qualquer otários nasce na base da planta, o que pode prejudicar o crescimento da macieira ornamental.


A macieira anã do jardim disponível em phytocell, muito apreciada pelo seu valor ornamental, cresce bem tanto em vasos como no jardim. Na primavera, produz colunas de flores e frutos. Ideal para jardins ou terraços. Frutos vermelhos escuros e polpa suculenta de excelente sabor, ligeiramente ácida. Vencimento a meio da época, segunda quinzena de setembro e armazenamento até novembro.

INSTRUÇÃO PARA PLANTIO:

  • Plante em solo exposto ao sol em qualquer época do ano, evitando períodos de geada e seca.
  • Cave um buraco com 30 cm de profundidade no solo. e 80/100 cm de largura.
  • Liberte a planta da proteção de plástico e poda os ramos e raízes para obter um enraizamento rápido. O preparo que envolve as raízes pode ser usado para cobrir o buraco.
  • Se as raízes tiverem sofrido com a seca, mergulhe-as por cerca de vinte minutos em um recipiente cheio de lama líquida.
  • Coloque a planta na cova, certificando-se de que o ponto de enxerto após o assentamento deve estar nivelado com o solo.
  • Para melhor crescimento, apoie a planta com uma haste vertical ou oblíqua caso a planta seja entregue em torrões.
  • Encha o buraco com terra fina e seca pressionando levemente, fertilize e regue bastante (20/30 litros).
  • Nos períodos de seca e no período de máxima vegetação, renove as regas com frequência.

Qual a aparência do produto:

Cada árvore frutífera é despachada em fitocélula, podada e com 2 anos de idade.

Você é revendedor ou deseja construir um sistema?

Se tem interesse na construção de uma fábrica ou na revenda de produtos em grande quantidade, contacte-nos. Temos ofertas imperdíveis para você!

Suporte pós-venda.

Com a compra deste produto, você terá um serviço de suporte pós-venda personalizado. Responderemos às suas perguntas e você receberá conselhos valiosos para aproveitar ao máximo o que adquiriu.

Disponibilidade de plantas por idade.

Este produto também está disponível com um ano de idade em fitocélula.


A macieira

Em particular, dentro do velho continente, encontramos um grande número de colheitas de maçã.

Em todo caso, devemos sublinhar que a flor da macieira tem a característica de ser hermafrodita e crescer dentro de inflorescências particulares, que podem ser formadas por um número de corimbos entre três e sete.

Em todo caso, a corola é uma das partes mais importantes e características das flores da macieira, podendo atingir até quatro centímetros de largura.

Não devemos esquecer como as flores de macieira são caracterizadas por incluir estames e pistilos.

Na maioria dos casos, podemos encontrar flores de macieira com uma cor branca característica, que é difundida principalmente na parte superior, que apresenta tonalidades rosadas à medida que desce na superfície da flor.

As flores de macieira caracterizam-se pelo fato de crescerem principalmente na primavera.


A macieira e suas flores

Na verdade, estamos falando de uma das fruteiras mais difundidas do planeta.

No entanto, as flores de macieira caracterizam-se pelo fato de crescerem no interior de inflorescências, que podem conter até sete corimbos.

Além disso, a flor da macieira é frequentemente frequentada por numerosos insectos que, sobretudo na época da primavera, se caracterizam pelo facto de recolherem grande quantidade de pólen, de forma a permitir simultaneamente a fertilização.

As flores da macieira desabrocham, na maioria das vezes, durante a época da primavera, oferecendo aos afortunados que assistiram a este evento, um espetáculo que deixa a gente sem fôlego.

As flores da macieira, na maioria das vezes, são caracterizadas por uma típica cor branca, que se torna rosada na parte inferior.


Vídeo: FLORES de maçã